PARABÉNS CEAT PELOS SEUS 14 ANOS DE SUA FUNDAÇÃO

Hoje, dia 21 de outubro de 2017 é o aniversário do Centro Educacional Prof. Anísio Teixeira – CEAT. Sua fundação ocorreu, exatamente no dia 21 de outubro de 2003, data em que foi solicitada a autorização de funcionamento na então Diretoria Regional de Educação e Cultura – DIREC 11, que atualmente é o Núcleo Territorial de Educação – NTE 17. Iniciou suas atividades docentes em fevereiro de 2004, portanto, o CEAT completa hoje 14 anos de sua fundação. São 14 anos de muita luta, desafios, persistências e conquistas. Iniciamos com o infantil e com o ensino fundamental I, atualmente trabalhamos com a Educação Infantil, Ensino Fundamental I e o Ensino Fundamental II. Desde o ano de 2008 que implementamos a Educação Complementar, onde desenvolvemos aulas de teatro, dança, música e esporte, com esse trabalho contamos com grupos de teatro, de capoeira, orquestra de flauta doce, orquestra sinfônica e banda musimarcial. Nestes 14 anos são visíveis frutos do nosso trabalho, nossos estudantes nas universidades nos seus mais variados cursos, bem como já há profissionais no mercado de trabalho, realizações pessoais destas pessoas que muito nos orgulha por sabermos que demos uma grande contribuição na sua formação intelectual. O CEAT é da comunidade fatimense, pertence a esta sociedade, então quem comemora aniversário hoje, são os nossos estudantes matriculados neste ano letivo de 2017, os nossos ex estudantes, os pais, responsáveis por matrícula neste ano de 2017, bem como todos aqueles que por aqui já passaram. Comemora aniversário hoje os nossos professores, gestores e todos os funcionários atuais, bem como todos os professores e funcionários que por aqui já passaram. Todos diretamente construíram e constrói esta história linda de muito sucesso e de muitas realizações. O CEAT

Continue lendo

O encontro de dois mundos – História


A Europa e seus habitantes passaram por uma grande transformação no século XVI. Você vai ver que quando os europeus chegaram ao continente americano, o encontro de duas culturas causou, primeiro, estranhamento, depois, choque e, finalmente, a relação de dominação. Os europeus, aparentemente, venceram os ameríndios, mas também foram modificados por eles. O encontro de duas culturas marcou profundamente seus participantes, mudando suas vidas para sempre.

Contato dos portugueses com os índios brasileiros

Com a chegada dos portugueses, há mais de 500 anos no litoral brasileiro, a vida dos povos indígenas sofreu uma mudança sociocultural. Marcados com a impactante chegada das naus que aportavam no litoral, o europeu e o ameríndio começaram a dividir seus mundos e suas culturas.

Inicialmente o choque não foi tanto, até mesmo porque os nativos nunca tiveram este contato e não sabiam das intenções severas advindas do homem branco (que inicialmente era gente mandada pelo deus Maíra, o criador). Na carta de Pero Vaz de Caminha diz somente que os ameríndios de forma pacífica fixaram o olhar no colar do capitão e simplesmente acenaram para a terra afirmando que lá também havia ouro.

Os portugueses pensaram encontrar selvagens que os atacassem, mas o que encontraram foram povos diferentes que se mostraram receptivos e amigáveis. Essa carta registra o primeiro nome de nossa terra e mostra que aqui não era às Índias como Colombo pensara, mas a América do Sul, chamada de “Ilha de Vera Cruz”.

Os europeus se encantaram com tamanha diferença encontrada entre eles e os índios, e viram que tamanho eram os hábitos, costumes próprios deles. Estes foram usados de maneiras diversas, desde a infiltração da cultura europeia (religião, arte, etc.) até a imposição do trabalho (produtos, defesa do território) e redução de suas populações (guerras).

.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROMOVEU EVENTO EM HOMENAGEM AOS PROFESSORES E PROFESSORAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO

A Secretaria de Educação, sob o comando do Profº Joaquim Cardoso, realizou  dia (14), o evento AO MESTRE COM CARINHO.

O momento foi de reconhecimento e respeito aos profissionais que engrandecem a educação no nosso município.

O evento aconteceu na Escola Municipal Professora Idivânia de Oliveira Menezes e contou com a participação do cantor Joabe, além de diversas homenagens aos professores e professoras.

PRIMEIRA FESTA LITERÁRIA NA PRACINHA(FLIPRA)

Neste sábado , aconteceu na Pracinha da cidade de  Fátima, a Primeira Festa Literária  com as presenças dos professores Fabio José, Tiago Carvalho, Gledyson Santos, a professora Joany Cruz Ribeiro e a musa Lilian Tavares. Um dos grandes momentos dessa festa foi o recital de poemas de autoria própria de Henrique Rodrigues e Henrique Silva alunos da turma B.

Marcaram  presença, os estudantes do Colégio São José. Prof. Francisco De Assis Souza Morais, professora Tathiane Gusmão

Foi uma iniciativa do Professor Marcos José e alunos da rede estadual de ensino, promovendo cultura, música e cidadania em busca do incentivo direto a leitura.

FÁTIMA – BAHIA:ALUNOS E PROFESSORES DAS TURMAS DA EJA DA ESCOLA IDIVÂNIA VISITARAM O PARQUE ESTADUAL DE CANUDOS

PROJETO CONHECENDO CANUDOS: O projeto nasceu de uma proposta metodológica das formações continuada da secretaria municipal  de Educação para os professores  da EJA , dentre estas propostas, foi despertado o interesse nos professores de trabalhar com atividades  que proporcione aos alunos a ludicidade e a alto estima.

O tema do Projeto Anual foi “DESPERTANDO UM SONHOS ADORMECIDOS”.Onde há  cada termino de unidade seja realizado um projeto de sistematização dos conteúdo trabalhando ,nesta II UNIDADE foi realizada a visita ao parque Estadual de Canudos. Eram 6:30 da manhã do último sábado (19) quando um ônibus  escolar da Prefeitura Municipal de FÁTIMA  saiu da Praça com destino à cidade de Canudos. Ao todos, 45 pessoas entre alunos e professores do turno Noturno da ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA IDIVANIA 

21034196_835902289919785_2284789176999279454_n

Por volta das 9:30, chegamos no Parque Estadual de Canudos,em companhia de um guia, seguimos aos locais da história da guerra, Caminhando pelas vielas da caatinga rala, vendo as fotos dos personagens sobreviventes da guerra, vivenciando a visão privilegiada que o exército tinha da cidade de Canudos lá no Alto da Favela e ouvindo as histórias do Vale da Morte.Apos visitar o Parque seguimos para cidade de Canudos para visitar o Museu que fica no centro da cidade.

IMG_8724

COLABORADORES: PREFEITURA MUNICIPAL DE FÁTIMA,SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, SECRETARIA DE TRANSPORTE ESCOLAR. DIREÇÃO E COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DA ESCOLA E OUTROS PROFESSORES COLABORADORES “ELIENE, ERIVELTON E BATISTA OLIVEIRA

CONFIRA AS FOTOS:

Continue lendo