Arquivos

Resultado da segunda edição do ProUni está disponível no site do MEC

A lista de aprovados na edição do segundo semestre do Programa Universidade para Todos (ProUni) já está disponível no site do Ministério da Educação (clique aqui). Com o prazo de inscrições para disputar uma bolsa aberto até às 12h de sexta-feira (9), o sistema registrou mais de 370 mil estudantes inscritos. Os aprovados poderão selecionar até duas opções de curso dentre as 27.237 disponíveis. Neste processo seletivo, o ProUni oferece 147.492 bolsas em 1.076 instituições privadas de ensino superior em todo o Brasil. Os estudantes terão até o dia 19 de junho para procurar a instituição para a qual foi pré-selecionado com o propósito de comprovar as informações prestadas na inscrição. Aqueles que perderem o prazo ou não comprovarem os dados serão automaticamente reprovados.

MEC apresenta ao CNE avanços da Base Nacional Comum Curricular na etapa final de elaboração

15994709_137083260128587_4085219952237842184_o

O Ministério da Educação apresenta, nesta quarta, 25, e quinta-feira, 26, os últimos avanços no processo de elaboração da Base Nacional Comum Currbanners-site-01icular (BNCC). No primeiro dia de trabalho, a estrutura da terceira versão foi apresentada ao Conselho Nacional de Educação (CNE) pela secretária executiva do MEC, Maria Helena Guimarães de Castro, que preside o comitê gestor da Base. “Nosso ponto de partida para essa etapa foi a versão dois”, explicou a secretária. “A partir dela nós fizemos uma leitura aprofundada, uma revisão, e examinamos todos os pareceres, recebemos sugestões.”

“Minha avaliação do trabalho que vem sendo realizado pela equipe da Base nos últimos meses em cima da versão três é

Continue lendo

MEC libera recurso destinado a remunerar e capacitar professor – VEJA DETALHES

MEC-1Garantir a remuneração de professores e profissionais da educação, custear cursos para aperfeiçoamento dos trabalhadores da área e adquirir equipamentos necessários ao ensino. Essas são algumas das ações que podem ser realizadas com os recursos do salário-educação, disponíveis nas contas correntes de estados e municípios desde terça-feira, 17. O Ministério da Educação, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), transferiu R$ 934,2 milhões aos entes federativos na última sexta-feira, dia 13.Foram destinados R$ 506,3 milhões para as redes municipais e R$ 427,9 milhões para as redes estaduais e distrital. Os recursos do salário-educação também podem ser utilizados para a concessão de bolsas de estudo a alunos, aquisição de material didático e manutenção de programas de transporte escolar.

Ao lado do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o salário-educação é uma das principais fontes de recursos para a manutenção e o desenvolvimento do ensino. Trata-se de uma contribuição social recolhida de todas as empresas e entidades vinculadas ao Regime Geral da Previdência Social.

A alíquota é de 2,5% sobre a folha de pagamento. Após a arrecadação, feita pela Receita Federal, cabe ao FNDE repartir os recursos, sendo 90% em quotas estadual/municipal (2/3) e quota federal (1/3), e 10% para serem utilizados pela autarquia em programas e ações voltados à educação básica.

Distribuída com base no número de matrículas no ensino básico, a quota estadual/municipal é depositada mensalmente nas contas correntes das secretarias de educação. Já a quota federal é destinada ao FNDE, para reforçar o financiamento da educação básica, com o intuito de reduzir os desníveis socioeducacionais entre municípios e estados. O montante transferido a cada ente federativo pode ser conferido no portal do FNDE, em Liberação de RecursosFONTE: Assessoria de Comunicação Social, com informações do FNDE