Arquivo de Tag | historia

Contato dos portugueses com os índios brasileiros

Com a chegada dos portugueses, há mais de 500 anos no litoral brasileiro, a vida dos povos indígenas sofreu uma mudança sociocultural. Marcados com a impactante chegada das naus que aportavam no litoral, o europeu e o ameríndio começaram a dividir seus mundos e suas culturas.

Inicialmente o choque não foi tanto, até mesmo porque os nativos nunca tiveram este contato e não sabiam das intenções severas advindas do homem branco (que inicialmente era gente mandada pelo deus Maíra, o criador). Na carta de Pero Vaz de Caminha diz somente que os ameríndios de forma pacífica fixaram o olhar no colar do capitão e simplesmente acenaram para a terra afirmando que lá também havia ouro.

Os portugueses pensaram encontrar selvagens que os atacassem, mas o que encontraram foram povos diferentes que se mostraram receptivos e amigáveis. Essa carta registra o primeiro nome de nossa terra e mostra que aqui não era às Índias como Colombo pensara, mas a América do Sul, chamada de “Ilha de Vera Cruz”.

Os europeus se encantaram com tamanha diferença encontrada entre eles e os índios, e viram que tamanho eram os hábitos, costumes próprios deles. Estes foram usados de maneiras diversas, desde a infiltração da cultura europeia (religião, arte, etc.) até a imposição do trabalho (produtos, defesa do território) e redução de suas populações (guerras).

.

FÁTIMA – BAHIA:ALUNOS E PROFESSORES DAS TURMAS DA EJA DA ESCOLA IDIVÂNIA VISITARAM O PARQUE ESTADUAL DE CANUDOS

PROJETO CONHECENDO CANUDOS: O projeto nasceu de uma proposta metodológica das formações continuada da secretaria municipal  de Educação para os professores  da EJA , dentre estas propostas, foi despertado o interesse nos professores de trabalhar com atividades  que proporcione aos alunos a ludicidade e a alto estima.

O tema do Projeto Anual foi “DESPERTANDO UM SONHOS ADORMECIDOS”.Onde há  cada termino de unidade seja realizado um projeto de sistematização dos conteúdo trabalhando ,nesta II UNIDADE foi realizada a visita ao parque Estadual de Canudos. Eram 6:30 da manhã do último sábado (19) quando um ônibus  escolar da Prefeitura Municipal de FÁTIMA  saiu da Praça com destino à cidade de Canudos. Ao todos, 45 pessoas entre alunos e professores do turno Noturno da ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA IDIVANIA 

21034196_835902289919785_2284789176999279454_n

Por volta das 9:30, chegamos no Parque Estadual de Canudos,em companhia de um guia, seguimos aos locais da história da guerra, Caminhando pelas vielas da caatinga rala, vendo as fotos dos personagens sobreviventes da guerra, vivenciando a visão privilegiada que o exército tinha da cidade de Canudos lá no Alto da Favela e ouvindo as histórias do Vale da Morte.Apos visitar o Parque seguimos para cidade de Canudos para visitar o Museu que fica no centro da cidade.

IMG_8724

COLABORADORES: PREFEITURA MUNICIPAL DE FÁTIMA,SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, SECRETARIA DE TRANSPORTE ESCOLAR. DIREÇÃO E COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DA ESCOLA E OUTROS PROFESSORES COLABORADORES “ELIENE, ERIVELTON E BATISTA OLIVEIRA

CONFIRA AS FOTOS:

Continue lendo

MEC disponibiliza material sobre a CULTURA AFRO-BRASILEIRA para download

http://www.google.com.br/imgres?um=1&hl=pt-BR&sa=N&biw=1280&bih=699&tbm=isch&tbnid=9BRAJnH1WQ2dyM:&imgrefurl=http://www.formiga.mg.gov.br/%3Fpg%3D13%26id_busca%3D9537&docid=cAhuzwMWBYkZWM&imgurl=http://www.formiga.mg.gov.br/fotos/noticias/9537_0.jpg&w=600&h=544&ei=NrlYUOnKDtOw0QHO54D4Dw&zoom=1&iact=hc&vpx=194&vpy=351&dur=304&hovh=149&hovw=168&tx=172&ty=52&sig=114609073391166622119&page=2&tbnh=149&tbnw=168&start=15&ndsp=20&ved=1t:429,r:0,s:15,i:124

Em 20 de novembro de 2012 foi assinada a Resolução CNE/CEB nº 8 que define as Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Escolar Quilombola. Este documento foi elabora considerando as especificidades destas comunidades e teve com ampla participação de representantes das comunidades remanescente de quilombos. Nele se revisa a perspectiva ideológica da formulação de currículos escolares, respeitando os valores históricos e culturais dos alunos e professores das comunidades remanescentes de quilombos. Essas diretrizes atendem as deliberações da Conferência Nacional de Educação (CONAE, 2010) e ao acordo firmado no I Seminário Nacional de Educação Quilombola realizado em 2010.

Além das diretrizes, há um esforço do Ministério da Educação para através do PAR garantir que os sistemas de ensino (estaduais e municipais) incluam as escolas localizadas em Comunidades Remanescentes de Quilombos nas demandas relacionadas à infra-estrutura, formação de professores e aquisição de materiais didáticos específicos.

Há de se destacar o Programa Brasil Quilombola que reúne ações integradas entre diversos órgãos governamentais para as comunidades remanescentes de quilombos. O objetivo do Programa Brasil Quilombola é transformar as condições de vida destas comunidades, conforme o previsto no Decreto Nº 4.887, de 20 de novembro de 2003, que trata da regularização fundiária de terras de quilombos e define as responsabilidades dos órgãos governamentais, bem como o previsto no Decreto Nº 6.261, de 20 de novembro de 2007, que dispõe sobre a gestão integrada para o desenvolvimento da Agenda Social Quilombola no âmbito do referido programa.

DOWNLOAD DO MATERIAL -> http://etnicoracial.mec.gov.br/2013-03-06-18-02-36

Fonte: http://etnicoracial.mec.gov.br

HISTÓRIA DA BAHIA É VALORIZADA COM O NOVO SITE DA BIBLIOTECA DOIS DE JULHO

No dia em que se comemora a luta pela Independência do Brasil na Bahia, a história do estado ganha mais um espaço de valorização, além das ações que são realizadas durante o mês de julho e do tradicional desfile: o novo site da Biblioteca Virtual Dois de Julho. O espaço virtual denominado Consuelo Pondé de Sena – em homenagem à historiadora que presidiu o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB) por 19 anos e faleceu em maio deste ano – foi lançado na tarde desta quinta-feira (2), em cerimônia realizada no Palácio Rio Branco.

Promovido pela Secretaria de Cultura do Estado (Secult), juntamente com a Fundação Pedro Calmon, o evento teve a participação do governador Rui Costa, do secretário de Cultura, Jorge Portugal, autoridades e familiares de Consuelo Pondé, que conheceram o novo espaço virtual. Na ocasião, o governador falou sobre a importância de valorizar quem marcou a história do estado.
“A consolidação do trabalho dela [Consuelo Pondé] se dá também com essa biblioteca virtual e fortalecemos o conhecimento dos baianos sobre o próprio estado, num diálogo mais próximo entre a educação e a cultura. A cultura tem que ocupar nossas escolas, porque a educação formal e a formação cultural dos indivíduos não estão dissociadas, elas se integram na escola”, afirmou Rui Costa. Presente no evento, Eduardo Pondé de Sena lembrou a história da mãe, Consuelo. “Nós agradecemos a iniciativa de homenagear minha mãe, cuja história está intimamente ligada ao desse acervo. Ela me ensinou, desde pequeno, sobre a consolidação da independência brasileira nessa data, o 2 de Julho, e o quanto ela sonhava com o resgate e conservação da história baiana”.
Novidades
Entre as novidades do site estão a revista eletrônica ‘Bahia com História’, também lançada nesta quinta (2), além de estrutura e plataforma que oferecem mais facilidades na navegação. A nova versão do site tem conteúdo inteiramente dedicado à história baiana, com dossiês temáticos e exposições virtuais. Todo o acervo está disponível para pesquisadores, estudantes, curiosos e interessados na trajetória econômica, cultural e religiosa da Bahia. Livros, periódicos eletrônicos, resenhas, revistas e acervos especiais que abordam temas relacionados à fundação e características que formam o estado da Bahia podem ser encontrados no site.
Fotos: Raul Golinelli/GOVBASecom – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia

DITADURA NO BRASIL,O GOLPE MILITAR DE 1964

 Há 47 anos acontecia a Passeata dos Cem Mil, marco entre os protestos contra a Ditadura Militar. Essa manifestação aconteceu no Rio de Janeiro após a morte do estudante Edson Luís de Lima Souto, de 18 anos, assassinado por um aspirante da PM enquanto protestava contra o aumento do preço do restaurante universitário conhecido como “Calabouço”.

VEJA 10 FOTOGRAFIAS QUE RETRATAM A HISTÓRIA DO BRASIL

Cabeças decapitadas do temido bando de cangaceiros de Lampião, elas foram expostas ao público após uma emboscada que matou 11 dos 34 membro do grupo, incluindo Lampião e Maria Bonita. Eles foram alvejados a tiros de metralhadora em uma madrugada chuvosa em um esconderijo no sertão de Sergipe, foto de 1938.Quando você pensa em História do Brasil, o que vem a sua cabeça? É comum ter como resposta qualquer coisa como “um país pacífico e cordial de histórias cheias de politicagens pouco interessantes”. Um olhar mais atento sobre alguns acontecimentos e dados pode revelar, para o bem ou para o mal, exatamente o contrário: somos um país extremamente violento e com episódios históricos assombrantes. O palco da desigualdade também revela números apavorantes: um terço de todos homicídios do continente americano acontecem aqui, somos responsáveis por 10% de todos os assassinatos do mundo. Décadas após o fim do regime militar, tornamo-nos o primeiro país no ranking de medo de tortura policial. Neste sentido, é mais cabível pensar no Brasil como um país anestesiado, dopado por um discurso midiático de um povo muito cordial e passivo. As fotografias abaixo demonstram uma face pouco conhecida da nossa história.

Escrava brasileira serve de “cavalinho” para criança branca. Esta fotografia, datada do final do século 19, tem uma carga simbólica imensa e pode ser relacionada com inúmeros eventos violentos ocorridos no Brasil durante os séculos posteriores.

Continue lendo

FILMES PARA APRENDER HISTÓRIA

A Guerra do Fogo (Pré-história)
Calígula (Império Romano)
Gladiador (Império Romano)
O Nome da Rosa (Idade Média – Feudalismo – Inquisição)
Germinal (Revolução Industrial)
O Patriota (Independência dos EUA)
Waterloo (Era Napoleônica)
Rasputim (Rússia – Pré-Revolução)
A Revolução dos Bichos (Revolução Russa (metáfora sobre o stanilismo))
A Língua das Mariposas (Guerra Civil Espanhola)
A Lista de Schindler (II Guerra – Holocausto)
O Pianista (II Guerra – Holocausto)
O Império do Sol (II Guerra – Guerra no Oriente)
Indochina (Descolonização Afro-Asiática)
O Último Imperador (Revolução Chinesa)
Hair (Guerra do Vietnã)
As Bruxas de Salém (Inquisição / Mercantilismo)
11 de Setembro (Atentado – Terrorismo)
Em Nome do Pai (Conflitos na Irlanda – IRA)
Diários de Motocicleta (América Latina)
Chove Sobre Santiago (Golpe Militar Chile – 1973)
A Casa dos Espíritos (Chile)
Ou Tudo Ou Nada (Neoliberalismo – Anos 90)
Carlota Joaquina (Período Joanino)
Anahy de Las Missiones (Guerra dos Farrapos)
Netto Perde Sua Alma (Guerra dos Farrapos)
O Quatrilho (Imigração Italiana)
Policarpo Quaresma (República da Espada – Brasil)
Olga (Era Vargas – (Período Entre-Guerras))
Central do Brasil (Brasil Anos 90)