História

Filme: O Patriota, de 2000

No filme O Patriota, de 2000, Benjamin Martin é um herói do violento conflito entre França e Capa do filme O PatriotaÍndia. Desde o término da guerra, ele renunciou a luta e resolveu viver em paz com sua família. Mas quando os ingleses levam a guerra da independência americana para dentro de sua casa, Benjamin não vê outra saída a não ser pegar nas armas novamente e liderar uma brava rebelião em uma batalha contra o implacável e equipado exército britânico.

Dados Técnicos

Diretor: Mel Gibson
Duração: 175 minutos
Ano: 2000
País: EUA
Gênero: Drama
Cor: Colorido

Curiosidades

  • A Guerra da Independência dos EUA (1775–1783), começou após a assinatura do Tratado de Paris que, em 1763, pôs fim à Guerra dos Sete Anos. Neste contexto, as treze colônias começaram a ter seguidos e crescentes conflitos com a Coroa britânica.
  • Francis Marion (1732-1795) foi um herói da Guerra de Independência dos Estados Unidos. Nascido na Carolina do Sul numa família de origem huguenote, foi tenente-coronel no Exército Continental e general-de-brigada na milícia da Carolina do Sul.
  • O soldado Francis Marion inspirou o personagem Benjamin Martin. Mas ele não era um homem de família como mostra o filme. Ele foi um proprietário de escravos que só se casou ao final da guerra.
  • Historiadores também dizem que Francis Marion perseguia e matava índios Cherokee.
  • O filme mostra a vitória dos revolucionários sobre os britânicos, na Batalha de Guilford Court House. Na verdade, os britânicos saíram vitoriosos desta batalha.

Trechos de Filmes

Confira alguns trechos temáticos para você assistir online ou fazer download.

  • Bandeira dos Estados Unidos: Neste trecho, Benjamin Martin decide não desistir de combater os exércitos ingleses, mesmo após a morte de seu primogênito Gabriel. Com a bandeira americana em mãos, ele corporifica o ideal patriótico da jovem nação americana.
  • Vitória dos colonos: Neste trecho, a milícia comandada por Benjamin Martin e as tropas do exército norte-americano enfrentam e vencem os ingleses. Além da conclusão dos conflitos entre colonos e colonizadores, Martin consegue se vingar do assassino de seus dois filhos. Fragmento que permite trabalhar com alguns aspectos da independência dos Estados Unidos da América.

FILME: GLADIADOR, DE 2000

No filme Gladiador, de 2000, após vencer várias batalhas, o general romano Maximus quer apenas voltar para casa e rever sua família. Mas acaba com a morte do Imperador Marcus Aurelius, Maximus é perseguido por Commodus, filho do soberano. Ao escapar da morte, o ex-general torna-se escravo de um ambicioso e velho gladiador, que o leva a participar dos jogos violentos no Coliseu e a vingar o assassinato de sua mulher e filho. A batalha será decisiva.

Dados Técnicos

Diretor: Ridley Scott
Duração: 155 min
Ano: 2000
País: EUA
Gênero: Épico
Cor: Colorido

Curiosidades

  • Gladiador era um lutador escravo treinado na Roma Antiga. O nome provém da espada curta usada por este lutador, o gladius (gládio). Eles se enfrentavam para entreter o público, e o duelo só terminava quando um deles morria, ficava desarmado ou ferido sem poder combater.
  • O filme retrata o governo de Commodus como um período de 2 anos. Na verdade, seu governo durou 12 anos.
  • Commodus era filho de Marco Aurélio. Porém, nunca matou seu pai, como mostra o filme.
  • O filme mostra batalhas que não aconteceram, catapultas que não foram usadas, uma raça de cão que simplesmente não existia nesta época e região, e inscrições em latim escritas de forma errada.
  • No filme, os oficiais gritam “fogo” para soldados com arcos e flechas. No entanto, esta expressão só passou a ser usada com o advento das armas de fogo.

Trechos do filme

Confira alguns trechos temáticos para você assistir online ou fazer download.

  • O Piedoso: Neste trecho, o imperador Commodus promove uma série de jogos no Coliseu depois de cinco anos de inatividade. Ao fim desse combate, o gladiador, já reconhecido como Máximus ganha dos espectadores a alcunha de “o piedoso”, graças a sua benevolência com o adversário derrotado. O professor poderá discutir a política do “Pão e circo” romana.
  • Ruas de Roma: Neste trecho, Commodus passeia pelas ruas de Roma com sua irmã e enfrenta os protestos da população e a desconfiança do Senado. É possível trabalhar algumas instituições políticas criadas pelos romanos.
  • Coliseu: Neste trecho, o imperador Commodus promove uma série de jogos no Coliseu depois de cinco anos de inatividade. Nessa primeira batalha, um grupo de gladiadores representa os cartagineses na batalha de Zama. Ao fim desse combate, o gladiador Espanhol revela sua verdadeira identidade diante do imperador de Roma.

• Guerra do fogo Diretor: Jean Jacques Annaud Elenco: Everett McGill, Rea Dawn Chong, Ron Perlman, Nameer El Kadi Nacionalidade: FRA e CAN – 1981 Duração: 97 min Filmado no Quênia, Escócia, Islândia e Canadá. A história gira em torno da descoberta do fogo em uma tribo pré-histórica.

• Mistérios da humanidade Produção:  National Geographic Society Duração: 55 min Documentário sobre a origem do homem e sua evolução: a descoberta dos fósseis, as marcas deixadas pelos homens e o in[icio do conhecimento da própria humanidade.

• Em busca do Vale encantado Diretor: Land Before Time Nacionalidade: EUA – 1988 Narra a história de um grupo de dinossauros em busca da sobrevivência. É um desenho animado muito interessante e dá margens à discussão do período “pré histórico”. Terra dos Faraós

• Egípcio Diretor: Michael Curtiz Elenco: Victor Mature Victor Mature atua e Michael Curtiz dirige esta crônica da vida not empo de Amenhotep IV, ou Akhenaton (séc. XIV a C.), ninguém menos que o criador de uma religião monoteísta no Egito antigo.

• Cleópatra Diretor: Joseph L. Mankiewicz Elenco: Elizabeth Taylor, Richard Burton, Rex Harrison, Pamela Brown Nacionalidade: EUA – 1963 Duração 243 min A ascensão e queda da rainha do Egito e seu amor por marco Antônio é a trama central deste que é considerado um dos filmes mais caros de todos os tempos. Vencedor do Oscar de fotografia,l direção e arte, efeitos especiais e figurino. O caminho das águas

• Guerra e paz no Oriente Médio – meio século de conflito Produção: Folha de S. Paulo – BRA O documentário analisa as origens da guerra e as perspectivas de paz para a região. A obra aperesenta a cronologia detalhada do conflito (1947 a 1995) e interessantes mapas dos países envolvidos. Civilizações Mediterrâneas

• Jesus de Montreal Diretor: Denys Arcand Elenco: Lothaire Bluteal, Catherine Wilkening, Johanne Marie Tremblay, Denys Arcand Nacionalidade: CAN, FRA – 1989 Duração: 119 min O enredo discute de forma muito interessante religião e poder, atualizando de maneira surpreendente a história de Jesus Cristo. A trama gira em torno de um jovem convidado a dirigir e estrelar uma peça teatral, ao ar livre, sobre a vida de Jesus. Cheio de idéias inovadoras, esbarra em dificuldades criadas pelo próprio elenco, que reage de forma inesperada.

Os dez mandamentos Diretor: Cecil B. De Mille Elenco: Charlton Heston, Yul Brynner, Anne Baxter, Edward G. Robinson Nacionalidade: EUA – 1956 Duração: 220 min Narra a história de Moisés desde o nascimento no Egito até a liderança do povo judeu rumo à Terra Prometida. Superprodução épica que tem como uma de suas imagens mais marcantes a cena das águas do Mar Vermelho se abrindo para dar passagem aos judeus.

A última tentação de Cristo Diretor: Martin Scorcese Elenco: Willem Dafoe, Harvey Keitel, Bárbara Hershey Nacionalidade: EUA – 1988 Duração: 163 min Abordagem ousada, porém de grande sensibilidade e respeito ao fundador do Cristianismo. Mito e Razão: atualidade do pensamento grego

• Electra, a tragédia de Sófocles Nacionalidade: Áustria O enredo gira em torno da mulher que auxilia o irmáo a assassinar a própria mãe, para vingar-se do assassinato do pai. É narrada em forma de ópera, com belíssimas músicas de Richard Strauss. O esplendor de Roma

• Asterix entre os bretões Diretor: Pino van Lamsweerde Nacionalidade: FR – 1986 Duração: 80 min A história gira em torno das viagens de Asterix e Obelix para auxiliar os gauseses contra os romanos. Os personagens e as histórias de Asterix são baseadas nas criações do roterirista René Goscinny e do desenhista Albert Uderxzo. Outro filme no mesmo estilo é o do diretor Paul E. Gaetan Brizzi, Asterix e a surpresa de César, de produção francesa e belga.

Spartacus Diretor: Stanley Kubrick Elenco: Kirk Douglas, Laurence Olivier, Jean Simmons, Tony Curtis Nacionalidade: EUA – 1960 Duração: 184 min A história se passa em 73 a C. e narra a rebelião de escravos liderada pelo gladiador Spartacus, contra a classe dirigente de Roma. Superprodução baseada no romance histórico de Howard Fast. A construção dos sentidos Os doces bárbaros

Coração valente Diretor: Mel Gibson Elenco: Mel Gibson, Catherine MacCormack, Sophie Marceau, Patrick McGoohan Duração: 180 min A história se passa na Inglaterra, no século XIII. A barbárie, a traição e a tirania real são características marcantes das monarquias feudais. O enredo é desenvolvido em torno da figura de Sir William Wallace que, por seus atos heróicos, se tornou líder de um povo. A trama começa quando o protagonista, Mel Gibson, não pode desfrutar da liberdade de Ter a sua mulher só para si, após o casamento. Baseado em costumes da época, os nobres tinham o direito de desfrutar a primeira noite das noivas dos camponeses. Essa discórdia acaba servindo como pano de fundo para William iniciar a sua luta pela liberdade de seus compatriotas.

• Lancelot – o primeiro cavaleiro Diretor: Jerry Zucker Elenco: Sean Connery, Richard Gere, Julia Ormond Ano: 1995 Versão libre do clássico triângulo amoroso envolvendo o lendário rei Artur, sua amada Lady Guinevere e seu primeiro cavaleiro, Lancelot. O filme aborda a existência apaixonante, mas fictícia, dos heróis da Távola Redonda, exaltados nos romances de cavalaria do final do século XII e começo do XIII. É possível observar também a política de vassalagem da sociedade feudal.

El Cid Diretor: Anthony Mann Elenco: Charlton Heston, Sophia Loren, Raf Vollone, Herbert Lom Nacionalidade: EUA – 1961 Duração: 184 min O enredo se passa no século XI e retrata a história do lendário herói cristão que luta para unificar a Espanha no combate aos mouros. Diálogos entre dois mundos

• Nunca sem minha filha Diretor: Brian Gilberts Elenco: Sally Field, Alfred Molina, Sheila Rosenthal Nacionalidade: EUA – 1991 Duração: 114 min O filme retrata o fundamentalismo islâmico no Irã depois da revolução dos aiotolás. Narra a história de um médico iraniano que proíbe a esposa e a filha, norte-americanas, de regressarem aos EUA. Em nome de Deus, dos homens e do lucro

• Nome da rosa Diretor: Jean-Jacquees Annaud Elenco: Sean Connery, Christian Slater, Valentina Vargas, Elya Baskin, Michael Lonsdale, F. Murray Abrahan Duração: 130 min A ação se passa na Itália medieval e retrata com realismo o poder e os conflitos vividos pela Igreja Católica. Um monge é chamado a um mosteiro para solucionar uma série de criems inexplicáveis e é envolvido em uma trama diabólica que envolve pessoas até então insuspeitas. Estado Nacional: saída para o caos?

Rei pasmado e rainha nua Diretor: Imanol Uribe Elenco: Gabino Diego, Juan Diego, Joaquim de Almeida, Eusébio Poncela, Laura Del Sol Nacionalidade: ESP, FRA, POR – 1991 Duração: 110 min Comédia baseada num romance de Gonzalo Torrente Ballester. A história se passa em 1620, na Espanha, durante o período da Inquisição, e conta a história de um jovem rei espanhol que, tendo perdido a virgindade com uma prostituta, fica alucinado com a possibilidade de ver a rainha nua. O elenco é impecável e a produção luxuosa procura ser o mais fiel possível às intrigas e articulações comuns na época do absolutismo. Terra à vista

1492 – a conquista do Paraíso – Cristóvão Colombo Diretor: Ridley Scott Elenco: Gérard Depardieu, Sigourney Weaver Produção: 1992 Duração: 150 min O filme conta a história de Cristóvão Colombo, um genovês que apostou sua sote na convicção de que era possível viajar até as Índias pelo oeste, separando a Espanha da Ásia. Os meios, os fins e os começos

• Piratas Diretor: Roman Polanski Elenco: Walter Matthau, Damien Thomas Nacionalidade: FRA – 1986 Duração: 124 min Comédia que trata das pilhagens de piratas ingleses no século XVIII, no mar do Caribe

• Aguirre, a cólera dos deuses Diretor: Werner Herzog Elenco: Klaus Kinsk, Ruy Guerra, Helena Rojo, Cecília Rivera Nacionalidade; ALE – 1972 Duração: 95 min O filme conta a história da expedição de Pizarro, colonizador espanhol, na Amazônia, em 1560, em busca do El Dourado. O filme discute a violência e a rebeldia do europeu diante dos habitantes do Novo Mundo. Escolhas e contingências

• Giordano Bruno Diretor: Giuliano Montaldo Elenco: Gian Maria Volonté, Hans – Christian Blech, Mathieu Carrière, Charlotte Rampling Produção: ITA – 1973 Duração: 116 min Giordano Bruno nasceu em 1548, em Nola, nas prosimidades de Nápoles. Ordenouse dominicano, mas logo abandonouo o convento e mudou-se para Gênova, onde conheceu Calvino e debateu com ele várias questões religiosas. Giordano Bruno elaborou diversos trabalhos que envolveram discussões sobre a organização do Universo em torno da Terra ou do Sol. Em suas teses, questionava sempre o verdadeiro significado do homem e da natureza, e utilizou a matemática como método para chegar a algumas conclusõees científicas. Pensar de forma racional e utilizar os números eram um grande desafio para a época. Em Roma, a 17 de fevereiro de 1600, a Santa Inquisição queimou, por crime de heresia, o ex-frade dominicano.

• Agonia e êxtase Diretor: Carol Reed Elenco: Charlton Heston, Rex Harrison, Diane Cilento, Harry Andrews, Adolfo Celi Duração: 140 min Narra a história do conflituoso relacionamento entre o grande pintor do renascimento cultural, Michelangelo, e seu patrocinador, o Papa Júlio II. Produção meticulosa e envolvente, com a preocupação de mostrar as características do período de transição do feudalismo para o capitalismo.

• Decameron Diretor: Pier Paolo Pasolini Elenco: Ninetto Davoli, Franco Citti, Angela Luce, Patrizia Capparelli Nacionalidade: ITA, FRA, ALE – 1970 Duração: 107 min A obra inclui dez contos de Bocaccio, descrevendo em forma satírica a vida em Nápoles, na época do renascimento cultural. A recriação da época é muito bem feita, e o filme pode ser trabalhado para ilustrar vários momentos do período de transição do feudalismo para a sociedade burguesa: renascimento, mercantilismo, hábitos e costumes do período. Guerra Santa

A rainha margot Diretor: Patrice Chéreau Elenco: Isabelle Adjanni Nacionalidade: FRA – 1994 Duração: 124 min Narra a historia de uma princesa francesa, esposa de Henrique de Navarra, futuro rei da França, durante a guerra civil entre protestantes e cacátolicos, culminado na Noite de São Bartolomeu ( massacre de protestantes sob a proteção da monarquia francesa). • Ana dos mil dias Diretor: Charles Jarrot Nacionalidade: ING – 1969 Duração: 120 min Descreve a trajetória da vida de Ana Bolena, Segunda esposa de Henrique VIII, da Inglaterra, em meio aos conflitos políticos e religiosos que culminam na Reforma Protestante. Impérios do Sol

Dança com lobos Diretor: Kevin Costner Elenco: Kevin Costner, Graham Greene, Mary McDonell, Rodney Grant Nacionalidade: EUA – 1990 Duração: 180 min Faz um revisionismo do cinema norte-americano em relação à questão indígena, procurando mostrar uma nova visão dos nativos americanos. Os Sioux são retratados como dignos e nobres, em contraste com os homens da cavalaria. O enredo é desenvolvido na época da Guerra Civil americana (1860-1866) e conta a história de um tenente escalado para um território dominado pelos Sioux.

Guarani Diretor: Norma Bengell Elenco: Márcio Garcia, Tatiana Issa, Herson Capri, José de Abreu, Glória Pires Nacionalidade: BRASIL O roteiro conta a saga de amor entre Peri, um índio goiatacaz, e Ceci, filha do português Dom Antônio de Mariz. A história se passa no século XVII, quando a garota Cecília vive com a família numa fortaleza na floresta onde um ex-padre deseja o poder na região. A questão racial está presente no filme, com tomadas de cenas em vários locais do Brasil

• Daniel Boone Diretor: Albert Gannaway, Ismael Rodriguez Elenco: Bruce Bennett, Lon Channey Jr., Faron Young Nacionalidade: EUA – 1956 Duração: 76 min No século XVIII, um velho pioneiro esforça-se para organizar uma comunidade indígena no coração dos Estados Unidos. Daniel Boone é considerado um herói lendário da colonização do oeste norte-americano. • Mulher índia Diretor: Elaine Bandeira Nacionalidade: BRA- 1985 Duração: 30 min O filme mostra o papel da mulher na comunidade indígena dos Guaranis, no exercício das tarefas cotidianas, ao lado dos homens.

• Tintin e o Templo do Sol Dieretor: Hergé Nacionalidade: BEL Desenho animado que conta a história de um cientista sequestrado e levado para a terra dos incas

• Terra dos índios Diretor: Zelito Vianna Nacionalidade: BRA – Globov[ideo – 1979 Documentário sobre os cinco milhões de índios que ocupavam as terras da América portuguesa antes da chegada dos colonizadores. A narrativa apresenta alguns dados atualizados sobre a questão indígena. Apresentado por Fernanda Montenegro. Trilhas da ocidentalização

• A missão Diretor: Roland Joffé Elenco: Robert De Niro, Jeremy Irons, Philip Bosco, lian Neeson Nacionalidad: ING – 1986 Duração: 125 min O filme é passado na América do Sul, em meados do século XVIII. A história se desenvolve em torno de um padre jesuíta espanol que luta para resguardar os indígenas da exploração dos portugueses. O grande objetivo do padre é construir uma missão e pregar o cristianismo aos povos da região. Segundo a crença da época, eles acredivam que esses nativos estavam possuídos pelo demônio, necessitando da ajuda de Deus. O filme é interessante para se observaro papel da colonização da América e as formas de relacionamento entre europeus e nativos. Admirável Mundo Novo

As bruxas de Salém Diretor: Nicholas Hytner Elenco: Daniel Day-Lewis, Winona Ryder, Joan Allen Nacionalidade: EUA – 1996 O filme retrata um episódio ocorrido numa cidadezinha dos EUA, na época da coloniza;áo. Um grupo de jovens apela para rituais, tidos como bruxarias, para conquistar os seus amados. Uma das jovens é sobrinha do sisudo reverendo local. Para fugir da plunição por serem pegas na floresta, praticando danças pagãs, elas fingem estar possuídas pelo demônio. A partir daí, uma rede de intrigas e uma onda de histeria coletiva se instauram, levando às formação de um tribulal religioso e ao enforcamento dos acusados.

A letra escarlate Diretor: roland Joffé Elenco: Demi Moore, Gary Oldman, Robert Duvall, robert Prosky, Joan Plowright Nacionalidade: EUA Duração: 110 min A história se passa no século XVII na colônia, e o reverendo Dimmesdale, um homem de Deus, comprometido com seus valores religiosos.

Pocahontas Diretor: Mike Gabriel, Eric Goldberg Produção: Walt Disney Picture Nacionalidade: EUA – 1995 Duração: 100 min Desenho animado cuja ação se passa no século XVII, na época da colonizaçào dos Estados Unidos. A região era habitada por uma raça nobre, que vivia em total harmonia com a terra e em sintonia com o mundo natural. Pocahontas era a bela filha de um chefe indígena, Poatã, e sua vida trágica é uma lenda muito conhecida pelos norte-americanos. Em nome dos reis e dos princípios mercantilistas

Como era gostoso o meu francês Diretor: Nélson Pereira dos Santos Elenco: Arduíno Colasanti, Ana Maria Magalhães, Ana Miranda Nacionalidade: BRA – 1972 O filme retrata as costas brasileiras em meados do século XVI. Um negociante francês naufraga e é encontrado por uma tribo indígena. A trama discute o antropofagismo e a possibilidade do amor entre o branco “colonizado”e o nativo americano. E assim começa uma outra história

História do Brasil – volume 1 Produção: SBJ Produções – BRA Documentário que aborda temas como capitanias hereditárias, invasões estrangeiras e outros assuntos ligados ao início da colonização da América portuguesa. A grande esperança portuguesa

• Menino de engenho Diretor: Walter Lima Jr. Nacionalidade: BRA – 1965 Baseado no romance de José Lins do Rego, a história narra a vida de um menino que, após a morte da mãe, vai viver em um engenho, no interior do Nordeste brasileiro.

• Casa-grande e senzala Diretor: Geraldo Sarno Nacionalidade: BRA – 1974 Duração: 60 min Documentário baseado na obra homônima de Gilberto Freyre. Descreve a sociedde patriarcal e escravista predominante no Nordeste da América portuguesa. Tempos flamengos

Lamarca Diretor: Sérgio Resende Elenco: Paulo betti, Carla Camurati Nacionalidade: BRA – 1994 Duração: 120 min Narra a história de um oficial do exercício brasileiro que abandona as forças armadas para atuar como guerrilheiro contra o regime militar. Esse filme dá uma boa discussáo se comparado à peça de Chico Buarque e Ruy Guerra, Calabar, personagem que lutou contra os lusos-brasileiros junto aos holandeses. “Da Revelação do Ouro”

Xica da Silva Diretor: Cacá Diegues Elenco: Zezé Motta, Walmor Chagas, José Wilker Nacionalidade: BRA – 1976 Comédia muito interessante, contextualizada no século XVIII, na região das minas, especificamente no Distrito de Diamantina. A história gira em torno de um fidalgo português, funcionário real, que se apaixona por uma escrava, transformando-a em dama da sociedade. Todo poder ao pater familiae

• Quilombo Diretor: Cacá Diegues Elenco: Antônio Pompeu, Zezé Motta, Toni Tornado, Vera Fischer, Daniel Filho, Grande Otelo Nacionalidade: BRA – 1984 Duração: 119 min A obra retrata a saga dos escravos no século XVIII, organizando uma sociedade clandestina para enfrentar o poder dos senhores.

Povo brasileiro Nacionalidade: BRA Duração: 60 min Documentário baseado na obra homônima de Darcy Ribeiro. Traça um perfil social do Brasil, desde os tempos coloniais. A Era das Revoluções Universalidade, individualidade e autonomia

• A liberdade é azul, A igualdade é branca, A fraternidade é vermelha Diretor: Krzystof Kieslowski Nacionalidade: FRA – 1993 Trilogia baseada nas cores da bandeira francesa. O objetivo do enfoque é atualizar a discussão dos ideais iluministas. Ponto muito imortante, discutido nos filmes, é a questão dos direitos do homem moderno, que na verdade nunca se efetivaram na sua plenitude. A ilha da vanguarda iluminista

• Cromwell Diretor: Ken Hughes Elenco: Richard Harris, Alec Guinness, Robert Morley, Frank Finlay Duração: 145 min A ação se passa na Inglaterra do século XVII e conta a história de Oliver Cromwell, que liderou o Parlamento contra a tirania do rei Carlos I, dando início à Guerra Civil. Com a vitória contra os cavaleiros, o exército puritano tornou-se uma força política poderosa; alijou do poder os presbiterianos, mais conservadores, e proclamou a República em 1649, sob o comando de Cromwell. O enfoque do filme é ufanista e patriótico, enfatizado pela música apoteótica de Frand Cordell (ganhador de Oscar).

• Restoration ( O outro lado da nobreza) Diretor: Michael Hoffman Elenco: Robert Downey Jr., Meg Ryan, Sam Neill Nacionalidade: EUA Oscar 1996 de melhor direção e figurino. A história se passa no século XVII, durante o reinado de Charles II, período conhecido como restauração monárquica inglea. A monarqui retoma o poder, apoiada pela burguesia e pela nobreza. Até então o regime político do país era a República governada por Cromwell. O enredo gira em torno da figura de um médico da classe média, que é convidado a fazer parte da corte. Inúmeras mudanças e surpresas acompanham Mervel que, como seu país, passa por uma grande “restauração”pessoal. A busca de verdadeiros valores marca a trajetória do médico na sua vida cortesã. A caminho de uma sociedade de excluídos

• Germinal Diretor: Claude Berri Elenco: Renaud, Gérard Depardieu, Miou Miou, Jean-Roger Milo Nacionalidade: FRA – 1993 Duração: 180 min Existem no cinema adaptações literárias que atualizam a obra adaptada (como Macunaíma); existem as que mantêm com ela um diálogo criativo (como Morte em Veneza) e existem as que se limitam a ilustrar visualmente o livro original. Germinal pertence ao terceiro tipo. Fiel à letra e ao estilo do romance naturalista publicado por Émile Zola, em 1881, mostra com riqueza de detalhes o dia a dia de uma comunidade de mineiros de carvão do interior da França, durante uma grave crise.

Tempos modernos Diretor: Charles Chaplin Duração: 105 min Ano: 1936 O filme mostra uma das principais consequências deixadas pela Revolução Industrial: a excessiva exploração do trabalho humano dentro das fábricas. O filme faz uma critica aguda às formas autoritárias impostas pela burguesia industrial, que acaba por transformar o operário em uma simples ferramenta de trabalho. As condições de vida em uma cidade industrial também são muito bem trabalhadas por Chaplin.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *